terça-feira, 30 de julho de 2013

VBL e IMPERATRIZ... PONTO DE VISTA

Todos nos temos direito de nos manifestar pelos nossos direitos, desde que não seja atropelado o direito dos outros. Não se pode chamar de “manifestação” a ação ocorrida dia 29 (segunda-feira) de julho de 2013, em que foi interditada a única entrada da cidade (uma vergonha isso), na BR 010, a altura da ponte sobre o Riacho Cacau. A meu ver, aquilo sim foi um ato de vandalismo.
Se a guerra é entre VBL e prefeitura, então que fossem fazer baderna na frente da prefeitura, do Fórum, do Ministério Publico ou no raio que os partam. Com que direito um grupo de pessoas tem de simplesmente sitiar toda uma cidade em beneficio próprio ou de uma entidade privada.
 A CESAR.... O QUE É DE CESAR......
Para a empresa VBL (Viação Branca do Leste), foi concedido a concessão de 75% das linhas urbanas. E para a Viação Nossa Senhora Aparecida, 25% das linhas.  Porque não foi dividido meio-a-meio?
Sem ordem não há progresso....
Somente por volta das 11:30 horas, a PM foi chamada a desobstruir a BR 010...Trata-se de uma Rodovia Federal. Porque o exercito não foi chamado pra limpar a aérea e retirar os vândalos? É nessa hora que faz falta o rigor da força militar do exercito. Por causa de tanta liberdade é que ações como estas acontecem e a policia nada pode fazer, porque se tocarem em alguém  a mídia, o direitos humanos aparecem descendo o cacete na PM.
Se algum paciente tivesse morrido dentro de uma ambulância? E as crianças, idosos dentro dos veículos na interminável fila de espera com sede, fome. Que culpa tem? Eles não têm direito? E a liberdade de ir e vir..simplesmente foi tirada de centenas de pessoas. Empresas foram prejudicadas, encomendas atrasadas, pessoas perderam passagens, enfim...um caos simplesmente pra favorecer uma única empresa.
Será que a próxima empresa, ou seja la qual for, que entrar, vai conseguir oferecer um serviço descente e de qualidade quanto ao transporte urbano?

Quem paga passagem de ônibus coletivo em Imperatriz?

Os idosos não pagam, os estudantes pagam meia-passagem. Aqueles que têm um pouco mais e tem pressa de chegar, pegam táxi-lotação ou mototáxi ...o que sobra pra empresa de Ônibus  Como ela vai sobreviver atuando com frota nova, mantendo frequência, pontualidade se não há passageiros?
Porque há tantos táxi-lotação e moto-táxi, será pra suprir a ausência de transporte urbano decente? 
Já a empresa de transporte urbano, não consegue disponibilizar um serviço de qualidade, porque existe um grande contingente de pessoas com motocicletas próprias?
Porque há muitos táxi-lotação e moto-táxi na cidade?
Assim, estamos diante de um dilema..quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha?. 
Façam suas apostas.

Nenhum comentário: