terça-feira, 1 de maio de 2018

Aluna SUPERA quebra recorde brasileiro de natação



Marília Barreiros, nadadora baiana, se prepara para fazer a travessia Mar Grande/Salvador, aos 80 anos
Marília Barreiros, nadadora baiana, se prepara
para fazer a travessia Mar Grande/Salvador, aos 80 anos.
Por Tatiana Olivetto*

Agilidade, determinação, raciocínio rápido e concentração. Habilidades que são desenvolvidas e aprimoradas durante as aulas de ginástica para o cérebro da rede SUPERA. Qualidades que a nadadora e aluna SUPERA da unidade de Salvador – Garibaldi, Marília Barreiros Correia de Melo têm de sobra. Aos 80 anos, Marília participou do Circuito Brasileiro Masters de Natação, evento promovido pela Associação Brasileira de Masters em Natação (ABMN). A piscina do SESI Clube de Natal, no Rio Grande do Norte, ficou pequena para o talento da simpática Marília. Representante baiana, Marília conquistou seis medalhas de ouro e uma de bronze, batendo o recorde brasileiro e sul-americano na modalidade 1500m.
Marília, que voltou a enfrentar as piscinas recentemente, após sofrer uma contusão, se sentiu orgulhosa pelo resultado: “Fiquei bem feliz com esses resultados, isso tudo é fruto de muita determinação, perseverança e um treinamento intensivo”, diz Marília, que nada todos os dias, sob a supervisão de Rogério Arapiraca, seu treinador desde 1986.
“Desde garota, sempre fui fissurada em natação. Aos 14 anos, ganhei minha primeira medalha de ouro, como recordista dos 100m nado peito. Nadava diariamente na piscina do meu colégio”. Marília foi a primeira mulher a completar a travessia a nado entre Mar Grande e Salvador. Aos 18 anos, a baiana atravessou 12 quilômetros, entrando para a história da cidade e se tornando um ícone do esporte. “Éramos 4 mulheres e só eu consegui finalizar a prova, fazendo 3h30m”.
De 1957 até hoje, Marília deu muitas braçadas por aí. Ganhou medalhas no Rio de Janeiro, participou de uma Travessia Internacional, concorreu ao Master Natação para Idosos em 1986, conquistou medalhas em Mundiais e nunca deixou de lado os benefícios da natação em sua vida.
Aos 60 anos, Marília decidiu fazer mais uma vez a travessia Mar Grande/Salvador. A baiana conseguiu quebrar seu próprio recorde, percorrendo 12 quilômetros em 2h54m. Hoje, aos 80 anos, a baiana se prepara para fazer a travessia mais uma vez, com possibilidade de entrar para o Guinnes Book, como a mulher mais velha a realizar tal feito.
SUPERA
Aos 80 anos, Marília se lembra de detalhes da época em que começou a nadar. Formada em engenharia civil, a esportista nunca largou a natação, sua maior paixão. E até hoje, Marília possui uma vida saudável e completamente ativa: “Hoje em dia, moro sozinha, meus dois filhos estão fora. Acordo, nado duas horas por dia, faço academia. Participo de aulas de dança de salão, faço as aulas do SUPERA… Tudo serve como terapia para mim. Encho minha vida como posso!”
Há dois anos, Marília potencializou sua performance no esporte e na vida, quando conheceu o Método SUPERA. “Eu tenho uma amiga, cujo esposo ficou com Alzheimer. Fomos à uma clínica e lá tinha um anúncio do SUPERA. Fui junto com ela para acompanhar uma primeira aula e desde então, frequento as aulas semanalmente na unidade SUPERA de Salvador – Garibaldi”.
Desde que iniciou as aulas no SUPERA, Marília já percebe o quanto as aulas lhe ajudaram, no esporte e na vida: “Sempre fui muito atenciosa, determinada. Agora, com o SUPERA, vejo que ajudou muito na minha memória, concentração. Admito que até a parte do esquecimento segurou bem mais, me deixou mais atenta, mexe com as sinapses neurais né?”, diz a simpática baiana. Segundo ela, foi criada a lei contra o esquecimento na sua rotina, garantindo assim a sua disposição e longevidade.
Neusa Nascimento, diretora da unidade do SUPERA em Salvador- Garibaldi, diz o quanto foi importante a presença assídua de Marília nas aulas: “Ela se envolveu e viu que era importante para manter-se saudável. Percebemos que melhorou sua concentração, perseverança e tolerância à frustração”.
E no esporte, o SUPERA foi fundamental. Marília conseguiu bater seu próprio recorde, atingindo resultados de maneira mais rápida e eficaz. “Agora, o SUPERA entrou na atenção quando estou nadando, a gente sente isso bem forte. Para isso, é muito importante o ábaco, os exercícios, me deixam mais rápida e confiante”. O convívio com os colegas das aulas também foi fundamental para Marília se sentir ativa: “Sempre fui muito bem entrosada e aberta para qualquer tipo de pessoa; ter colegas para conversar me deixa mais disposta”.
Marília conseguiu melhorar sua performance através do SUPERA, potencializando seus resultados e garantindo longevidade aos seus dias. Através de uma vida ativa e saudável, a baiana é exemplo de superação e de determinação, sendo um ícone de qualidade de vida e um orgulho a todos os nadadores e esportistas do país. “Enquanto puder, vou continuar nadando e me movimentando”, diz Marília. Um exemplo a ser seguido!

*Assessoria de Imprensa SUPERA

Nenhum comentário: