quarta-feira, 13 de junho de 2018

VEREADOR REQUER IMPLANTAÇÃO DA FEME EM IMPERATRIZ.


Através da indicação Nº.189/2018, na sessão desta terça-feira (12), o vereador Adhemar Jr. (PSC) requer do Governo do Estado a implantação da Farmácia Estadual de Medicamentos Especializados - FEME, em Imperatriz.
Vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES), a FEME atende pacientes de doenças crônicas, doenças raras ou que necessitem de atendimento especial e distribui medicamentos de três grupos distintos: aqueles cujo financiamento está sob a responsabilidade exclusiva da União; aqueles financiados exclusivamente pela Secretaria de Estado de Saúde (SES); e os medicamentos adquiridos pelos estados com transferência de recursos financeiros pelo ministério da saúde, na modalidade fundo a fundo.
O vereador justificou a indicação dado à grande demanda de usuários destes medicamentos e ao alto custo destes produtos farmacêuticos.
A necessidade da criação de uma unidade da FEME em Imperatriz, faz-se necessário devido a grande demanda de usuários não só de Imperatriz, mas de toda região do sul do Maranhão que quando precisam, têm que se deslocar para a capital maranhense. Afirmou o Adhemar Jr.
A indicação foi aprovada por unanimidade, além de ser subscrita por outros vereadores.
Sobre os medicamentos excepcionais, são recomendados para pacientes portadores de patologias crônicas de alta complexidade, entre eles, todos os transplantados, independente do órgão ou o tecido, renais crônicos, pacientes com osteoporose, hepatite B e C, puberdade precoce, esclerose múltipla, acne, entre outras.
De acordo com Secretaria de Estado da Saúde, de janeiro a abril de 2018, a Farmácia Estadual de Medicamentos Especializados (FEME) já realizou 77.068 atendimentos em todo o Estado contra 69.627 em 2017*.
*Fonte: http://www.ma.gov.br/agenciadenoticias
Apesar do secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo de Oliveira Lula, ressaltar que a gestão estadual busca viabilizar um atendimento rápido e eficaz na FEME, a cidade de Imperatriz ao que parece, está à margem das prioridades aos olhos do Governo Flávio Dino no que concerne a saúde.

Assessoria de Gabinete

Nenhum comentário: